terça-feira, 17 de fevereiro de 2015

Compadece-te e ora



Aquele amigo não te viu as dificuldades nem te compreendeu as intenções.

Irritou-se, acusou-te, desprezou-te...

E não conseguiste desculpar-lhe, ante as implicações da prova em que te encontras.

Não te defendas, nem reclames nesse caso, tão estritamente pessoal.

Compadece-te.

Em silêncio, pede a Deus o abençoe e fortifique.

Ele não sabe que talvez amanhã deva entrar em provas mais difíceis.
***************************
EMMANUEL
CHICO XAVIER




Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada pelo comentário.