terça-feira, 27 de dezembro de 2016

A EXEMPLO DE JESUS


Em um dos departamentos da Vida Espiritual, o orientador escutava a reclamação do recém-chegado da Terra, que tentava explicar-se:

– Fui muito criticado... As pessoas sempre apontavam defeitos em mim... Observações contundentes palmilharam o meu caminho... Quase tudo que eu fizesse, era motivo de chacotas...

– Meu irmão – ponderava o atendente com paciência, enquanto procedia o preenchimento de um formulário –, a crítica quase sempre é um alerta para que estejamos mais vigilantes... Por detrás da intenção dos que nos criticam, muitas vezes com propósitos escusos, vige a intenção de Deus em nos corrigir... As palavras dos que se referem de maneira intempestiva às nossas atitudes não podem ser assim tão desprezadas por nós...

– Mas a questão – contra-argumentava o amigo, indignado – não é tão simples... Não estou tão-somente me queixando das críticas que me eram feitas; estou aborrecido, pois, a rigor, aqueles que me criticavam não tinham condição alguma para tanto... Tão frágeis quanto eu mesmo, sabia de suas limitações e mazelas... O que criticavam em mim, eu poderia ter criticado neles com muito mais razão... Ainda se tivesse sido criticado por pessoas de conduta irrepreensível!... Mas não: eram pessoas piores do que eu as que me agrediam...

Dando o assunto por encerrado, o preparado recepcionista dos recém-desencarnados, sentenciou:

– Meu irmão, os que teriam, no mundo, digamos, condições morais para atirar a primeira pedra são justamente aqueles que, a exemplo de Jesus, nunca se sentiriam animados a fazê-lo!...
************************
Ramiro Gama
Carlos A. Baccelli 

   

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada pelo comentário.