quinta-feira, 24 de dezembro de 2015

Fazer o Melhor

 
Em tudo o que fizeres, nunca te esqueças de fazeres o melhor.
 E para reconhecer os caminhos mais indicados, basta um pouco de atenção.
 É nessa hora que a especulação é elegante, que a procura dignifica.
A alma que vive procurando a perfeição no que faz, concentra suas energias no que tange à sua própria conduta e apara suas arestas, para que a saúde se manifeste em seu coração e se instale em todo o seu corpo.
Sê eficiente para ti mesmo que, por esses caminhos, estarás auxiliando aos outros.
Mesmo quando a misericórdia de Deus bater à tua porta para que sirvas de instrumento na ajuda aos teus semelhantes, faze-o com esmero.
 Não te apresses em cooperar muito, fazendo o trabalho mal feito.
 Em tudo o que deres, lembra-te da harmonia, pois ela te falará na intimidade da alma.
 O que fizeres, faze-o com perfeição, ou seja, com amor.
Enquanto não reconheceres que o próximo é tu mesmo em outra dimensão, que aquilo que fizeres aos outros estarás fazendo a ti mesmo, não aproveitarás essas lições, já que elas são baseadas e analisadas na expressão das leis universais.
Todos os homens, todos os espíritos são copistas do estatuto divino, e se expressam através da fala ou
do papel, de acordo com a evolução de cada um.
Mesmo assim, nem sempre vivem o que pensam e nem fazem o que escrevem ou dizem.
Estamos todos em marcha para um despertar maior e o tempo é aquele que nos chama, a dor é que apressa o chamado.
 Quando abrires os olhos para a luz, não sejas néscio.
 Procura o trabalho, no anseio que a perfeição te inspire, porque o que depende de ti é que está por ser feito.
 Deus já fez tudo com antecedência e os espíritos superiores que, por bondade, te ajudam, já o faziam antes que os teus olhos se abrissem.
 O retardatário é, pois, tu mesmo.
Enquanto estiveres procurando a felicidade por fora, não a encontrarás.
 O bem-estar divino mora por dentro das criaturas.
O exterior é mero reflexo do mundo interno, daquilo que realmente fores por dentro.
Todos somos enfermos e no futuro cada qual será seu próprio médico.
Quem conhece melhor teus próprios males a não ser tu mesmo?
 Os diagnósticos são feitos pelas tuas próprias informações.
Começa, agora, a pensar nisso e usa os teus recursos em teu próprio favor.
Dá os primeiros passos que os Céus te ajudarão.
 E quando fizeres alguma coisa, procura fazê-la dando o melhor de ti.
 A perfeição das grandes coisas depende da harmonia que conseguires nas pequenas.
 Nós condicionamos tudo, isso é uma lei de sequência estendida a toda a criação, que sustenta a paz do Universo.
Ao escreveres uma carta, vê se terminas a missiva com a mesma disciplina das letras iniciais.
 Opera esse exercício em tudo o que fizeres, pois assim começarás a viver em um mundo de perfeição, que se refletirá na tranquilidade da consciência.
Faze o melhor em tudo o que fizeres, uma norma já adotada pelos santos e pelos sábios.
 É o espírito começando a mostrar a luz que se acendeu dentro da alma.
*******************
Lancellin
João Nunes Maia





Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada pelo comentário.